Pré-diabetes: Sintomas, Fatores de risco, Diagnóstico e Tratamento

Você tem pré-diabetes? Descubra o que é, se produz sintomas, os fatores de risco, como é diagnosticada e o tratamento que seguir para revertê-lo.

pré-diabetes

Muitas pessoas têm dúvidas sobre as diferenças que possam existir entre os tipos de diabetes, quando esta já tiver sido diagnosticada após realizar os testes sanguíneos adequados e regulares, e a própria pré-diabetes. O certo é que, como certamente saberá, é óbvio que ambas têm relação com níveis de glicose acima do normal; esta glicose provém das diferentes refeições que comemos ao longo do dia.

De fato, quando uma pessoa apresenta esta condição têm maior probabilidade de sofrer de diabetes tipo 2, além de ter um risco maior de sofrer acidentes vasculares cerebrais ou doenças do coração. Muitos especialistas indicam que 1 em cada 3 pessoas com pré-diabetes desenvolve diabetes tipo 2.

O que é pré-diabetes?

Quando uma pessoa tem pré-diabetes significa que seus níveis de glicose no sangue são mais altos do que o normal. No entanto, não são suficientemente altos para que seja diagnosticado com diabetes.

É dizer, trata-se de um estádio precoce no contínuo hiperglicemia/diabetes.

Sintomas

A pré-diabetes é considerada como a “doença silenciosa”, pois não produz sintomas, de forma que a única opção para diagnosticar é através de rotina de análise de sangue, que medem os níveis de glicose no nosso sangue.

Quais são os fatores de risco?

Existem uma série de fatores de risco de pré-diabetes, cuja presença seja individual ou em grupo, podem levar ao pré-diabetes, ou levar ao especialista médico a suspeitar que ela já existe:

  • Idade superior a 45 anos.
  • Obesidade: sobretudo a existência de gordura abdominal.
  • Dieta pouco saudável: consumo de alimentos ricos em gordura e baixo consumo de frutas e legumes.
  • Antecedentes familiares.
  • Pouca ou nenhuma atividade física.
  • Diabetes gestacional durante a gravidez.

Como é diagnosticado?

A única maneira de diagnosticar a existência da doença é a partir da análise ou exame de glicose no sangue em jejum. Por outro lado, também se realiza a conhecida como teste de tolerância à glicose:

  • Exame de glicose em jejum: realiza-se pelo menos 8 horas após a última refeição, em jejum. É uma simples análise ao sangue que mede os níveis de glicose. Se estes níveis encontram-se entre 100 e 125 mg/dl existe pré-diabetes.
  • Teste de tolerância à glicose: consiste em tomar uma bebida com alto teor de glicose. Duas horas mais tarde, se faz outro exame de sangue que mostra a capacidade do organismo para poder processá-lo. Se este teste os níveis de glicose estão entre 140 e 200 mg/dl existe pré-diabetes.

Tratamento da pré-diabetes

A pré-diabetes é um distúrbio que pode ser revertido, com o tratamento adequado, de forma que os níveis de glicose no sangue podem ser alterados até situar-se em níveis normais abaixo de 100 mg/dl.

O tratamento a seguir é o seguinte:

  • Se houver excesso de peso e obesidade: deve-se reduzir o peso, praticar mais exercício físico regular e uma dieta hipocalórica.
  • Praticar exercício físico regular: se não pratica exercício físico regularmente, caminhar é uma das melhores alternativas. Recomenda-Se fazer ao menos 40 minutos a cada dia.
  • Siga uma dieta saudável e saudável: a melhor sem dúvida alguma é a dieta low carb. Opte por óleos de origem vegetal, peixes, legumes e frutos secos, como as nozes. Estes alimentos ajudam a equilibrar os níveis de glicose no sangue. Também destacam-se os cereais integrais. Por outro lado, aconselha-se a redução dos açúcares, farinhas refinadas e a gordura de produtos à base de carne.

Leia também: Maca peruana ajuda a controlar o diabetes

Saiba como Estudar para o Encceja e Concluir os Estudos

Saiba como Estudar para o Encceja e Concluir os Estudos: Ensino Médio e Fundamental!

Mantenha a calma. Caso você não saiba, o Encceja é a prova que torna possível a conquista do tão almejado certificado de conclusão do Ensino Fundamental. Na edição deste ano, o Encceja também deverá garantir o certificado de conclusão do Ensino Médio, para os indivíduos que por determinadas razões não puderam finalizar seus estudos na faixa etária correta.

Isso significa que, não será mais o Enem o responsável pela certificação de conclusão do Ensino Médio, ou seja, o Encceja passa a ser o principal meio de encerrar seus estudos, podendo, posteriormente, ingressar os estudos em uma Universidade.

O que é Encceja?

O Encceja é um exame gratuito, onde a participação é voluntária (a inscrição não é gratuita) que assegura aos jovens e adultos residentes em território nacional ou território estrangeiro a oportunidade de concluir os seus estudos.

Esta avaliação analisa as competências e aptidões destes indivíduos, que por determinados fatores, não puderam finalizar seus estudos na idade apropriada.

Para participar do Encceja, é necessário ter no mínimo 15 anos de idade, para aqueles que desejam a certificação do Ensino de nível Fundamental. Já para aqueles que desejam o certificado do Ensino Médio, a idade mínima é de 18 anos.

Como estudar para o Encceja?

Muita gente acaba se perdendo na hora de iniciar os seus estudos para o exame do Encceja. Para auxiliá-lo nesta missão, nós selecionamos algumas dicas que irá te auxiliar, ajudando-o a manter o foco e assim obter uma boa nota na avaliação.

O primeiro passo antes de tudo, é ter em mente as matérias que irão cair no Encceja 2017.

– Língua Portuguesa;

– Matemática;

– Ciências;

– História e Geografia;

– Atualidades.

De acordo com as informações do próprio Inep, o conteúdo da avaliação seguirá o conceito do Enem. Você pode conferir as apostilas de materiais no próprio site do Inep, clicando aqui.

Com o material em mãos, fica muito mais fácil você estudar e garantir uma boa pontuação. Os materiais são compostos por quatro volumes introdutórios, sendo quatro destinados aos estudantes e quatro aos professores (totalizando em oito volumes). Aproveite e bons estudos!

Dica de estudos

Existem algumas dicas muito valiosas e que fazem toda a diferença quando vamos estudar para alguma avaliação. Veja a seguir as principais sugestões de estudos e saia na frente:

– Faça anotações, buscando sempre resumir o máximo possível das informações;

– Escreva a mão ao invés de digitar;

– Leia em voz alta para uma melhor memorização;

– Estude por aproximadamente 1h30 por dia, dividindo o estudo em três etapas e intervalos: leitura (30 minutos), resumo (30 minutos) e exercícios (resumo). O intervalo para cada fase é de 15 minutos.

Outro local que oferece apostilas sobre o Enccceja é o: http://pronatec.pro.br/apostilas-encceja/

Pontuação do Encceja

As matérias que caem no exame do Encceja para a obtenção de certificado do Ensino Fundamental possui uma média mínima de 100 pontos. É importante ter em mente que a média se inicia em 60 pontos e se estende a 180.

Encceja Exterior

A aplicação da prova do Encceja no exterior tem data diferente da aplicação que ocorrerá no Brasil.

O exame ocorrerá no mês de setembro, no dia 10 de setembro. Além desta avaliação, também há o Encceja Exterior PPL, que acontece entre os dias 11 a 22 de setembro. 

Maca Peruana – O Viagra Natural dos Incas

Há um tempo comecei a consumir maca peruana diariamente, porque era uma das estratégias que tem me ajudado a tratar certos problemas hormonais de forma natural e assim poder deixar de tomar os medicamentos artificiais (que, entre outras coisas, são muito acidificantes).

maca peruana o viagra dos incas

Tinha provado uma marca de maca peruana, mas eu não gostava muito, então testei uma da marca extrasize e é a minha favorita. A maca peruana é vendida em todo o mundo como um alimento, mas no Brasil foi classificada como suplemento!

Isto tem a ver com as muitas propriedades afrodisíacas da maca peruana e porque se vende como o viagra natural dos Incas e coisas pelo estilo. No entanto, a maca peruana é um alimento, que não atua da mesma forma que um fármaco tradicional, mas que podemos obter seus benefícios, se a consumimos de forma continuada. Espero que isso mude em breve e possamos ter acesso fácil a maca de boa qualidade!

Mas, afinal o que é a maca peruana?

A maca cresce na região dos Andes, a uma altitude de cerca de 4.000 metros. Por conseguinte, é uma espécie que possui características e propriedades que lhe permitem sobreviver em condições extremas de frio, pouco oxigênio, ventos fortes e intensa luz solar.

A Maca pertence à família de plantas brassicaceae (brócolis, couve-flor, repolho, rabanetes, etc.). Sua raiz cresce como um tubérculo debaixo da terra e é relativamente maior em tamanho do que os rabanetes, e a sua a raiz da parte principalmente é utilizada para a elaboração de diferentes produtos. As folhas crescem no chão e também produz uma pequena flor de quatro pétalas, de cor esbranquiçada.

Benefícios Da Maca Peruna

A maca peruana é classificada como um adaptógeno, isto é, uma substância nutritiva que é capaz de regular e equilibrar a capacidade física, química e biológica de fazer frente ao estresse. Em geral pode-se dizer que um adaptógeno, não tem efeitos tóxicos do corpo, o que produz uma resposta adaptativa ao estresse e ajuda o corpo a recuperar a homeostase.

De acordo com diversos estudos, a maca tem sido classificada como um superalimento capaz de oxigenar o sangue, aumentar os níveis de resistência e energia, regular as funções dos neurotransmissores e a libido.

Também ajuda no funcionamento adequado do sistema endócrino, sendo benéfica para a saúde das glândulas de rodapé e a tiróide.

Propriedades e composição

A maca peruana é composta por cerca de 59% de carboidratos, 10% de proteína, 8 % de fibra e 2% de lipídios.

A maca é rica em cálcio, magnésio, fósforo, potássio, enxofre, sódio, ferro e contém oligoelementos como zinco, iodo, cobre, selênio bismuto, manganês e silício. Além disso, é rica em vitaminas B1, B2, C e E.

Como tomar

Por ser um superalimento, a maca pode ser usada em grandes quantidades em comparação a outras ervas medicinais, sem produzir efeitos colaterais adversos. Geralmente, a Maca é obtido, uma vez que foi desidratada, em pó ou farinha.

Desta forma, você pode incluir em shakes, chás, café, leites vegetais, iogurte, produtos assados, sobremesas, doces, saladas, molhos, geleias, sopas,etc., A Maca atua como um emulsionante, propriedade que permite misturar melhor maneira de óleos ou gorduras com amidos e açúcares, obtendo melhores texturas e sabores.

Dose recomendada

Se bem que a Maca é segura e pode ser consumida em doses elevadas sem efeitos adversos. Como tudo, em excesso pode causar efeitos não desejados. Portanto, é recomendável começar com pequenas doses e ir aumentado progressivamente.

Se você precisa de um mínimo de 10 gramas (1 colher de sopa) diária para poder perceber os efeitos benéficos, sendo o ideal consumir 20 gramas. Além disso, é aconselhável parar de comprar maca durante uma semana por cada mês de consumo. Muitas vezes essa pausa no consumo de superalimentos pode potencializar seus benefícios.

Espero que esta informação sirva e que tenham um dia maravilhoso!!!

Vale a Pena Investir em Consórcio?

O consórcio consiste em um procedimento financeiro no mercado. É uma espécie de poupança “forçada” em que você tem como objetivo conseguir bens como casas ou carros, por exemplo. O sistema é baseado na contribuição mensal de um determinado valor entre todas as pessoas que estão ligadas ao consórcio, e elas podem acabar ganhando um sorteio de um dos bens a qualquer momento.

É frequente as pessoas optarem diretamente para o consórcio, pois elas não costumam ter a quantia integral para adquiri-lo. Vamos explicar a seguir como funciona de maneira rápida e simples:

Imagine que o Seu Zé queira adquirir uma casa popular de 100 mil reais, mas só tenha em conta 15 mil reais. Analisando este caso, ele teria que economizar por vários meses para poder comprá-lo, ou há a possibilidade de se juntar com outras pessoas na mesma situação para entrar em consórcio e, aos poucos, casas na fazenda rio grande vão sendo adquiridas por todas elas. Ao entrar neste sistema, todos os envolvidos precisam pagar uma taxa estabelecida pela empresa mensalmente. Assim então é formado um fundo, em que o valor arrecadado será usar para presentear uma das pessoas com o valor necessário para comprar o patrimônio.

Porém, é preciso ressaltar que se o Seu Zé for o sortudo ganhador deste prêmio, ele terá que continuar pagando todas as prestações até o momento que o último participante também ganhar o valor para comprar o que deseja. Pode não ser muito vantajoso, e ainda existe a taxa de administração do seu dinheiro, como afirma matéria da Exame. Portanto, vale a pena investir em algum consórcio ou ainda o financiamento é a melhor solução?

Bom, podemos adiantar que existe menos burocracia e estresse do que qualquer financiamento que você for fazer por aí, pois não é necessário mostrar formalmente a sua renda. Mas não pense que é o esquema é tão tranquilo assim, pois qualquer deslize com o pagamento periódico das parcelas vão trazer grandes dores de cabeça para você. Portanto, crie um planejamento para pagar tudo em dia corretamente.

Porém, um ponto negativo em relação ao consórcio está na relação com o financiamento, pois especialistas afirmam que você pode sim ser contemplado rapidamente no sorteio, mas caso ocorra o contrário, você poderá pagar muito mais pelo valor do bem por meio do consórcio do que em um financiamento comum de alguns anos.

Talvez o consórcio seja uma opção mais interessante para aquelas pessoas que gostam de comprar por impulso e estão sempre endividadas. São indivíduos que não tem uma educação financeira e não capazes de criar uma poupança. Neste caso, esta pode ser uma alternativa para eles conseguirem finalmente adquirir algum bem, pois será uma espécie de poupança obrigatória. Esta será mais uma conta para eles pagarem mensalmente. Em resumo, eles pagarão um valor para uma empresa administrar o seu dinheiro.

Enfim, existem pontos positivos e negativos no investimento do consórcio.  Sempre leia bem o contrato e tire todas as dúvidas antes de assiná-lo para não se arrepender. Lembre-se que é um sistema cooperativo e você depende do comprometimento dos demais participantes.